sexta-feira, 17 de abril de 2009

Conquista nada, isso é SWOT !

Como já dizia Darwin: "os mais aptos sobrevivem". E essa afirmação está sendo levada muito a sério hoje em dia no campo dos relacionamentos entre homens e mulheres.
Eu já ouvi muitos amigos dizendo "não pode ligar no dia seguinte, porque senão a moça já fica cheia de si", "ela veio com um papo de religião, inventa uma desculpa e parte pra próxima" e "com tanta fácil, por que ESCOLHER a difícil ?". Algumas amigas dizem: "não pode transar na primeira vez pra não ser vista como fácil" e "não pode demonstrar interesse pra não parecer desesperada".

Cada vez que eu ouço uma dessas pérolas, mais eu vejo que elas deixaram de ser meras frases feitas e passaram a valer como estratégias e/ou diretrizes sociais. Pra quem tem dúvida disso é só ir numa boate ou pub nos finais de semana. Vai ser fácil notar um padrão comportamental geral.

A impressão que tenho é que até o processo de conquista evoluiu e se profissionalizou. O manual do romance ficou obsoleto e foi retirado das prateleiras. Agora o best-seller é o manual do conquistador-barato for dumbies.

A idéia central desse texto de um único capítulo é que para conquistar mercado (arrumar peguetes) é preciso reconhecer o ambiente (dar uma rolé), avaliar os concorrentes (adversários) e principalmente satisfazer os clientes (vítimas).
Parece frio e calculista ? E é, pois a sedução acabou, mané ! Está ultrapassada ! Que conquista nada, o que estão fazendo agora se chama SWOT, rapaziada !!!

SWOT é uma ferramenta utilizada para fazer análise de cenário, sendo usado como base para gestão e planejamento estratégico de uma empresa, que atende aos mais diversos propósitos, desde a criação de um blog à gestão de uma multinacional. O termo SWOT é uma sigla oriunda do inglês, e é um acrônimo de Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

Por exemplo, o "meliante" sabe quais são suas qualidades e seus defeitos. Ele então se prepara pra batalha... Chegando na festa ele olha ao redor em busca de "piriguetes" com um determinado perfil facilitador e monitora a ação dos outros "elementos". De posse dessas informações ele monta suas estratégias e inicia a invasão. A idéia simplificada é tentar aproveitar as oportunidades usando suas forças (beleza física, xaveco, posses...) e evitar ameaças que possam tirar proveito de suas fraquezas (sacanagens, difamações, desvantagens físicas...)

E o que é um cenário delimitado, com regras, disputas, objetivos e prêmios ? Um jogo !

Eu, particularmente, só gosto de jogos de tabuleiro, de cartas, de raciocínio e alguns de videogame antigos, mas joquinhos de intriga e de subjugo eu estou fora. Nesse ponto eu sou careta e old fashioned, prefiro a sedução, a sensualidade e os olhares intencionados que criam aquela atmosfera mágica que termina em um beijo fora do espaço-tempo, "nirvânico".

Acho realmente ridículo me aproximar de uma mulher, engatilhar um papo-furado e começar uma encenação, cujo fim, conhecido de antemão por ambos, é "pegar" ela (porque "pegá-la" seria muito rebuscado pra essa oração).
Mais absurdo ainda é ver que esse tipo de interação é o mais valorizado pela grande massa de jovens adultos.
Às vezes, o contexto em que estou é tão extremo que me sinto como um portador somente de fraquezas e ameaças ! A minha sorte é que não sou um jogador...

Ainda bem que eu tenho o espírito daqueles monges beneditinos copistas que perpetuavam todas as grandes obras literárias já produzidas pela humanidade e na minha coleção está o grande manual do guerreiro da luz, meu livro de cabeceira, que mantém vivo em minha mente o verbo: Não jogue o jogo, conquiste a princesa !


Saudações fraternais,

Fabio Machado.

3 comentários:

Larissa disse...

Eeeeeeita, me vi alí no post passado! aehoiuaehoaehoiuha.. Que lindo. As frases soltas dessa menina nunca vão deixar de sair dela. Vai se trasnformar agora numa mulher-senhora-de-suas-frases-soltas-e-de-rimas-bobas.

Com orgulho! Hahaha

Raquel Medeiros disse...

Fala, Fábio!
Acho que encontrei mais um E.T perdido pela Terra.Bem-vindo ao clube!
Como você, eu não me acho na selva das "baladas". Esse estranhamento foi objeto de um texto que publiquei há meses atrás. Dá uma olhada:http://bateerebate.blogspot.com/2008/05/homem-de-neandertal-feriado-que-se.html
Beijos

Van Zanetti disse...

Será que o Swot foi inspirado na estratégia masculina, ou a estratégia masculina foi inspirada no Swot. rs fiquei na dúvida agora...
Muito boa essa associação.. rs
Beijao!