quinta-feira, 5 de março de 2009

Momento Poesia: Venha quando vier

Título: Venha quando vier
Autor: Fabio Machado

Sinto sua presença ao vento
Ela em tempo eu em tormento
Ponho-me a mirar o sento
Ela em senso eu ao relento

No primeiro encontro havia
Lindos dizeres, suma empatia
A noite pouco a pouco ouvia
Dois corações, pura energia

A cada passo torto que dou
Em cada nobre linha que lê
Mais você vê, há de me ter

A cada breve segundo que vive
Em cada toque do intenso beijo
Menos eu penso, mais te desejo

2 comentários:

Ana disse...

Linda como as outras.
Ana

m a r i disse...

gostei tanto dessa que dá vontade de chorar...
mas tenho vontade de trocar as letras de: mais você vê, há de temer...

beijo, querido!