terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Momento Música: Vanessa da Mata

Eu já ouvi falar que pra toda situação, por mais inusitada que seja, existe uma música no cancioneiro popular que se identifica com ela. Somos, então, capazes de nos relacionar com aquelas letras e notas de uma maneira singular. É como se nosso coração tivesse encontrado um par para sorrir ou chorar em uníssono.

Atualmente eu tenho ouvido mais músicas da minha coletânea pessoal, já que às quintas me atrevo a subir no palco e soltar a voz junto com a minha amiga Raquel Oliveira. Eu tinha me esquecido o quanto gosto de Soul, R&B, MPB, Jazz... e quantos duetos maravilhosos existem: Dione Warwick e Burt Bacharach, Barbra Streisand and Barry Gibb, Luther Vandross e Mariah Carey... Todos fantásticos ! Não é à toa que essa é considerada a primeira arte !

Há um tempo atrás eu descobri uma linda letra, que eu pensei inicialmente ser cantada pela Marisa Monte, dados o timbre e a precisão vocal e mais tarde me surpreendi ao tomar conhecimento que era pela Vanessa da Mata. Pus-me a investigar sua discografia e encontrei composições excitantes e melodias dignas da mais pura música popular brasileira. Vale a pena conferir o seu "website" http://www.vanessadamata.com.br/ , onde, entre outras coisas, é possível escutar as músicas do seu último CD.

A Cabala judaica e algumas filosofias que pregam a existência de almas gêmeas, dizem que é possível que um espírito eventualmente não reconheça seu par ao encontrá-lo, mesmo que este reconheça aquele. Sinto que essa canção é o exemplo perfeito dessa situação. Gostaria que todos conseguissem enxergar através das janelas da alma e avistassem o amor em meio aos vastos campos de centeio do paraíso. Com vocês: Amado

Saudações fraternais,

Fabio Machado.




Amado
Artista: Vanessa Da Mata
Composição: Vanessa da Mata

Como pode ser gostar de alguém
E esse tal alguém não ser seu
Fico desejando nós gastando o mar
Pôr-do-sol, postal, mais ninguém

Peço tanto a Deus
Para lhe esquecer
Mas só de pedir me lembro
Minha linda flor
Meu jasmim será
Meus melhores beijos serão seus

Sinto que você é ligado a mim
Sempre que estou indo, volto atrás
Estou entregue a ponto de estar sempre só
Esperando um sim ou nunca mais

É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer

Sinto absoluto o dom de existir,
Não há solidão, nem pena
Nessa doação, milagres do amor
Sinto uma extensão divina

É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer

Quero dançar com você
Dançar com você
Quero dançar com você
Dançar com você



8 comentários:

Raquel Oliveira disse...

Realmente esta música é maravilhosa e diz muito das "almas gêmeas não reconhecidas", mas acredito que se encontram no fim pra cumprir o esperado de uma olha vida qualquer.
E uma parte linda dessa música: Esperando um sim ou nunca mais!!

Abraços

Ju Kühne disse...

Muito linda mesmo essa música! Tanto a letra como a música em si...

Tb tô mt ligada a música ultimamente... engraçado isso! E mt bom tb!

A passagem q mais gostei foi:
"Sinto absoluto o dom de existir,
Não há solidão, nem pena
Nessa doação, milagres do amor
Sinto uma extensão divina"

Beijos!

Ju Kühne disse...

Desculpe a qntidade!!! Pq não tava indo... apertei "publicar comentário várias vezes...

Bjs

Raquel Oliveira disse...

É uma ilusão de ótica, um defeito do meu browser, uma coincidência ou realmente tem outra Raquel Oliveira comentando aqui? Que abundância de Raquel Oliveira!!! hahahahahahahha

Machadovsky, meu parceiro de microfone, no bom sentido, eu tb gosto muito dessa música. É uma daquelas músicas fofinahs que vc ouve e repete várias vezes.

E concordo com a Ju, a estrofe que ela destacou é linda. E "esperar um sim ou nunca mais" me arrepia, porque tanto tempo eu vivi assim...

Bom, vamos aproveitar esse momento musical e partir quinta-feira no bonde do Big Ben.

Algum leitor se anima???

Fabio Machado disse...

Raquel, obviamente não é coincidência... Ontem eu tentei acessar o seu blog e ele estava fora do ar. Eu achei estranho e ao procurá-lo no Blog Search do Google, acabei encontrando outra Raquel Oliveira. Acessei o blog dela, achei-o maneiríssimo e verei seguidor na mesma hora. Foi assim que ela apareceu...

Quinta-feira estaremos lá !

Beijos,
Fabio Machado.

Raquel Oliveira disse...

CARACAS!!!

Entao...bem-vinda, Raquel Oliveira!!!

Raquel Oliveira disse...

Adorei este encontro, e olha que Raquel é raridade com Oliveira então...rs
Já visitei seu blog e vou passear sempre por lá tb, muito bom!

bjos

alinemrj disse...

Fábio...

Adorei o seu post.. acho que sou sua maior fã!!!

Qto ao amor, não precisa procurar.. pq ele sempre aparece!!!!

E qto ao Amor de vidas passadas.... se ainda tiverem o que resolver aqui, ou se forem muito afim.. pode ter certeza que a vida se encarrega de unir!!!

Depois de unidos .. aí vc passará a ouvir outra música maravilhosa da Vanessa da Matta: Ainda Bem

SEGUE ...

Ainda Bem
Vanessa Da Mata
Composição: Liminha/Vanessa da Mata

Ainda bem
Que você vive comigo
Porque senão
Como seria esta vida?
Sei lá, sei lá
Nos dias frios em que nós estamos juntos
Nos abraçamos sob o nosso conforto
De amar, de amar

Se há dores tudo fica mais fácil
Seu rosto silencia e faz parar
As flores que me manda são fato
Do nosso cuidado e entrega
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão
Meu corpo sem o seu uma parte
Seria o acaso e não sorte

Ainda bem
Que você vive comigo
Porque senão
Como seria esta vida?
Sei lá, sei lá
Se há dores tudo fica mais fácil
Seu rosto silencia e faz parar
As flores que me manda são fato
Do nosso cuidado e entrega
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão
Meu corpo sem o seu uma parte
Seria o acaso e não sorte

Nesse mundo de tantos amores
Entre tantos otros
Que sorte a nossa hein?
Entre tantas paixões
Esse encontro
Nós dois, esse amor.

Entre tantos outros
Entre tantos anos
Que sorte a nossa hein?
Entre tantas paixões
Esse encontro
Nós dois, esse amor

Entre tantas paixões
Esse encontro
Nós dois, esse amor.



te adoro muito!!!
bjcas
Jaquinha!!!