terça-feira, 30 de dezembro de 2008

A genesis resumida do KiFoDA

Hoje eu recebi uma confirmação que eu estava esperando pra escrever esse post. Algo bobo, mas que eu queria ter certeza. Viva o Yahoo !

Eu morei em Brasília entre 1991 e 1992 e logo depois que voltei pro Rio de Janeiro me mudei pro condomínio onde moro até hoje, o Condomínio Saens Peña ou CSP. Nessa época eu tinha uns dezesseis anos e devido a algumas mudanças de endereço anteriores, eu, adolescente e limitado, havia guardado poucas amizades e tinha raro ou nenhum contato com elas.

Não havia internet, e-mail e consequentemente nada de MSN, Orkut, Skype. Eu só contava mesmo com o bom e velho telefone, mas minhas agendas sempre sumiam...

Essa fase da vida é importante, porque geralmente é quando formamos nossas amizades mais sólidas, que nos acompanharão até o fim. Mais do que nunca eu queria conhecer gente nova, pessoas que de certa forma substituíssem meus grandes amigos brasilienses e preenchessem um vazio causado por um relacionamento muito mal resolvido.

Ao longo de 1993 eu fui abandonando a vida de atleta mesatenista, o famoso ping-pong, e passei a me dedicar somente ao volei, que a essa altura já era mais um hobby do que um esporte. Graças a ele eu comecei a frequentar o CSP mesmo antes do apartamento estar reformado e conheci a maioria dos meus amigos atuais.

Fomos adolescentes comuns; ativos, comunicativos, beijadores, mas o grande diferencial da minha tribo é que éramos educados e dentro de uma normalidade, responsáveis. Nunca nos envolvemos com drogas ilícitas, vandalismo e sempre estivemos em dia com nossas obrigações de estudo e estágio. Parece careta, chato, mas nos divertimos MUITO ! Foram muitas festas, comemorações, churrascos, bebedeiras, chás de boldo, conversas, gargalhadas, lágrimas, jogos de truco, sueca, namoros, términos de namoro... praticamente um réplica de Barrados no Baile, por sinal um bom apelido pro grupo.

Em 1995 eu entrei na faculdade de engenharia eletrônica da UFRJ e nos laboratórios da graduação tive acesso à "World Wide Web" pela primeira vez. Contas de e-mail, servidores FTP, Telnet, tudo era maravilhoso, rápido, quase instantâneo. O mundo virtual evoluiu num piscar de olhos e nos cinco anos seguintes milhares de serviços legais apareceram.

Em 2000 eu conheci o eGroups.com, um site especializado em listas de distribuição de e-mail. A gente criava um grupo e convidava os amigos. Eu achei interessante e em segredo comecei a pensar num nome. Tive a idéia de fazer um anagrama com os nomes de dois amigos que também eram engenheiros e achava eu, os únicos que se interessariam pela novidade além de mim.
Depois de alguns instantes surge no dia 13 de julho daquele ano o FoDA Produções, advindo de Fabio, Danillo e Alexandre. Foi um fracasso ! Ninguém enviava e-mails e a lista caiu em desuso.

Entretanto, o eGroups foi um sucesso e eu mesmo criei várias listas que modero até hoje. Com o tempo todos foram se rendendo à utilidade do serviço e se associando a grupos da faculdade, do trabalho, de comunidades, de afinidades e era questão de tempo até que eu fizesse uma nova tentativa.

A nossa convivência era intensa e mais pessoas foram sendo agregadas à tribo, irmãos, namorados(as), amigos(as) dos amigos, alguns pais. Passávamos todos os Reveillons juntos e sempre que o calendário permitia viajávamos na Semana Santa ou em algum feriado.

Em 2002, durante uma viagem da galera pra Rio das Ostras, depois de conversar sobre a antiga FoDA Produções, meu amigo Carlos Henrique, o KK, se empolgou e rebatizou o grupo com o nome KiFoDA. Há estórias engraçadíssimas sobre as letras "i" e "o", mas não vou fazer chacotas ! (risos). Finalmente a lista emplacou e hoje é por lá que mantemos contato com os que estão longe, com quem por algum motivo se afastou ou enviamos convites para nossos aniversários, festas e afins.

De lá pra cá já são 15 anos de amizade e 7 anos da KiFoDA Produções e Eventos; uma história muito especial pra mim. Nossos laços se fortaleceram ainda mais, hoje faço pós-graduação com um, tenho idéias de negócios com outro, sou padrinho de casamento de alguns, nunca me desentendi com nenhum. Já recusei uma proposta de emprego no exterior principalmente por causa desses malucos...

E assim vou vivendo e aprendendo a conviver com as peculiaridades e enxergando a beleza de cada um deles. Dedico uma parte da minha vida a eles, tentando fazer com que todos sejam felizes.

Enfim, eu ADORO os meus amigos. Sinto o amor através da nossa amizade !
E aí, gostou ?!? Quem sabe um dia você também não se torna um KiFoDA ?


Saudações fraternais,

Fabio Machado.

3 comentários:

alinemrj disse...

Na verdade... deixamos de ser um grupo de amigos e passamos a ser uma família unida...presente e cheia de boas espectativas....

É por isso que eu amo cada vez mais!!!

Agora, não sei pq vc não mencionou as Tpicas!!

bjcas

Maíra disse...

Sempre me perguntei o pq do nome, mas tb sempre achava q ele viria naturalmente para q eu descobrisse...rs

sempre adimirei esse grupo, e como disse, pessoas honestas e responsaveis.

Vc só teria pessoas assim ao seu redor.

himelfarbcamille disse...

Pois é Fabio.. muito bom fazer parte dessa familia.... é que muito divertida!!!!
Até meu adoravel apelido foram vcs que criaram....
Ah... e concordo com a Aline... temos as Tipicas!!!!
bjos
ML